Hoje é 13 de Dezembro de 2018
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Equipes de robótica do Sesi disputam torneio no Centro-Oeste com projetos inovadores para astronautas
Em: 23/11/2018 às 08:59h por Assessoria de Comunicação - Sistema Fiemt

Foto

Pasta dental que possibilita o ganho de massa magra, brigadeiro saudável para suplementação e cromoterapia para conter a euforia espacial são os projetos inovadores das equipes do Sesi Escola em Mato Grosso, que serão apresentados no Torneio de Robótica FIRST LEGO League. A disputa regional, que acontece neste fim de semana (23 e 24/11), em Goiânia, terá a participação de 450 estudantes de escolas públicas e privadas, com idade entre 9 e 16 anos, dos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O tema da temporada 2018/2019 é Into Orbit (Em órbita), que desafia os participantes a pesquisar sobre as questões relacionadas a viver e viajar no espaço. Durante os dois dias de torneio, serão explorados assuntos como foguetes, satélites, comunicação, sobrevivência, aspectos psicológicos de uma viagem espacial e o quanto os astronautas são expostos a situações de estresse.

Além dos projetos de pesquisa, as equipes também serão avaliadas em três categorias: Design de Robô (em que a equipe planeja, projeta e constrói o robô com peças Lego); Core Values (que avalia valores como trabalho em equipe e espírito colaborativo entre os participantes do grupo) e o Desafio do Robô (quando os robôs autônomos cumprem missões na mesa da competição em partidas de 2 minutos e 30 segundos).

Para essa temporada, a equipe Brotherhood, do Sesi Escola Cuiabá, desenvolveu o “Nutriorbit”, doce de banana com alto valor nutritivo e boa durabilidade, que tem como ingredientes chocolate 50% cacau e as plantas moringa e Gingko Biloba. O objetivo é solucionar um dos problemas enfrentados na alimentação dos astronautas no espaço, de modo que possam se alimentar de forma prazerosa e, ao mesmo tempo, nutritiva. 

A equipe Junior Brother, também de Cuiabá, leva para a competição o “Cromoespaço” para solucionar um dos problemas enfrentados no espaço, a euforia espacial, em que há dificuldades de adaptação, dificuldade para dormir, além de ansiedade, que afeta cerca de 60% dos astronautas. Para amenizar tais efeitos colaterais invisíveis das viagens espaciais, os estudantes sugerem o uso da cromoterapia na área de trabalho dos astronautas, que consiste na utilização das cores de modo que seja possível induzir ou inibir determinados estados fisiológicos ou psicológicos do indivíduo.

Do Sesi Escola Várzea Grande, a equipe Young Creators criou o gel dental comestível “GelGerlim”, à base de gergelim, que contribui com a saúde bucal e possibilita o ganho de massa muscular perdida em viagens de longa duração, em que há também o enfraquecimento dos ossos. Esse benefício se deve a grande concentração de proteína contida no gergelim, que poderá ser engolido.

De acordo com o gerente regional de Educação e Cultura do Serviço Social da Indústria (Sesi MT), Rubens de Oliveira, a robótica é um propulsor de competências em crianças e adolescentes. “A competição faz parte deste processo de aprendizagem que, naturalmente, marca as crianças e as prepara para os desafios do mercado de trabalho, que se apresenta cada vez mais competitivo. Mais importante que a vitória e troféus é aprender se divertindo”, declara.

As melhores equipes desta fase regional seguem para a próxima, a nacional, realizada em 2019. A última parte da FLL acontece nas disputas internacionais.

Torneio FLL

Com as aulas de robótica, alunos e professores aprendem juntos conteúdos de física, química, biologia e matemática, com mais inovação, criatividade e raciocínio lógico e desenvolve competências socioemocionais. Além de tudo isso, há o incentivo para que os alunos escolham carreiras nas áreas de engenharia, artes, matemática e tecnologia, de grande demanda na indústria.

Desde 2013, o Serviço Social da Indústria (Sesi) é o operador oficial no Brasil do Torneio de Robótica FIRST LEGO League. Nesse período, foram quase 17 mil competidores de mais de 1,7 mil escolas públicas e particulares participantes. Atualmente, todas as escolas do Sesi,  de Ensino Fundamental e Médio de todo o Brasil contam com o programa no currículo, independentemente da participação no torneio.

Imprimir   Enviar por e-mail  

Recomendar no Facebook

 

Sistema FIEMT / SESI-MT - Serviço Social da Indústria
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555