Hoje é 16 de Novembro de 2018
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
7 vantagens do método de educação de jovens e adultos do SESI
Em: 03/07/2018 às 09:12h por Agência de Notícias CNI

Quase 50% dos trabalhadores da indústria não completaram a educação básica. Preocupado com a elevação da escolaridade desses profissionais, que impactam na inovação e produtividade das empresas, o Serviço Social da Indústria (SESI) oferece, desde 1946, cursos de educação de jovens e adultos (EJA) conectados à realidade das pessoas. Recentemente, desenvolveu uma metodologia que reconhece conhecimentos prévios dos alunos, reduzindo a carga horária para que completem os estudos. O novo método é realizado em regime de experiência pedagógica, em parceria com o Ministério da Educação (MEC).

Confira essas e outras vantagens do método da EJA desenvolvida pelo SESI:

1. 72 anos de experiência

Desde a sua criação, o SESI oferece educação de jovens e adultos, beneficiando milhões de trabalhadores da indústria e seus dependentes. Foi no SESI, em Recife, que o renomado educador Paulo Freire teve contato pela primeira vez com a educação de adultos, tema que o consagrou mundialmente. Veja no infográfico como a história da EJA no SESI acompanhou as tendências dessa modalidade de ensino no Brasil.

2. Reconhecimento de saberes

Trata-se de uma etapa prévia ao ingresso do estudante na EJA em que se identifica, valida e certifica competências e habilidades desenvolvidas nas experiências de vida e trabalho. O reconhecimento de saberes envolve uma série de procedimentos realizados com a participação de especialistas de cada área do conhecimento – linguagens e códigos; matemática; ciências humanas e ciências da natureza. São realizadas avaliações, entrevistas e preenchimento de formulários para identificação de conhecimentos prévios.

3. Carga horária reduzida

Com a etapa de reconhecimento de saberes, estudantes conseguem aproveitar conteúdos que já viram ao longo da vida  e, com isso, reduzir a carga horária. Em média, a metodologia proporcionou uma redução de 300 horas-aula das 1.200 horas-aula do currículo do ensino médio da EJA.

4. Currículo conectado à realidade das pessoas

Os itinerários educativos são construídos em conexão com a realidade profissional dos alunos. O SESI desenvolve propostas de conteúdos de acordo com necessidades de empresas e setores e capacita professores para trabalhar as áreas de conhecimento a partir dos exemplos do dia a dia das pessoas.

5. 80% de aulas a distância

O currículo prevê 20% de aulas presenciais e 80% a distância para facilitar a conclusão dos estudos por pessoas que têm inúmeras obrigações diárias, como trabalho, cuidados com a casa e a família, entre outros. Isso proporciona ainda que os profissionais saibam lidar com novas tecnologias e promove a inclusão digital.

6. Conexão com a educação profissional

O SESI também oferece a jovens e adultos o ensino médio articulado com a educação profissional, a chamada EJA Profissionalizante, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Os alunos recebem tanto certificado de conclusão do ensino médio quanto do curso de qualificação profissional. É uma oportunidade para que profissionais aperfeiçoem ou aprendam novas habilidades e competências exigidas no mercado de trabalho.

7. Baixo índice de evasão

O currículo construído com base nas necessidades e realidade de jovens e adultos faz com que o índice de evasão na EJA do SESI seja baixo: de 15%. Na rede pública, esse percentual chega a 85%.

Quer mais informações de como ingressar na EJA do SESI? Procure o departamento regional do seu estado.

Imprimir   Enviar por e-mail  

Recomendar no Facebook

 

Sistema FIEMT / SESI-MT - Serviço Social da Indústria
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555