Hoje é 15 de Dezembro de 2018
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Ação Global: SESI e Globo beneficiam comunidades com serviços de educação
Em: 24/05/2018 às 15:31h por Assessoria de Comunicação

Serviço Social da Indústria (SESI) e a Globo realizam neste sábado, 26 de maio, em 27 cidades a 25ª Ação Global, um mutirão de cidadania que oferece serviços básicos gratuitos nas áreas de educação, saúde, jurídica, beleza, lazer, entre outros. Com o tema Educando para transformar, a iniciativa destaca neste ano a oferta de matrículas e sensibilização de jovens e adultos para completarem a educação básica. Além disso, haverá ações educativas para abordar diversos assuntos, como saúde, meio ambiente e segurança no trânsito.

De acordo com o diretor de Operações do SESI, Paulo Mól, a educação de jovens e adultos é uma prioridade da instituição tanto para que eles sejam mais facilmente inseridos no mercado de trabalho como também para aumentar a competitividade e a inovação nas empresas. “A Ação Global tem o grande desafio de mobilizar os cidadãos a adotarem a educação como uma ferramenta poderosa de transformação pessoal e de construção de uma nova trajetória de vida”, destaca. “A Ação Global mobiliza parceiros em todo o Brasil para oferecer para as famílias oportunidades de acesso à informação e orientação qualificadas e prestação de serviços no campo dos direitos sociais”, diz a diretora de Responsabilidade Social da Globo, Beatriz Azeredo.

Na indústria, que emprega 9,6 milhões de pessoas, cerca de 38% dos trabalhadores não completaram a educação básica. Preocupado com esse cenário e com a elevada evasão escolar dessa modalidade de ensino – que chega a mais de 80% na rede pública –, o SESI desenvolveu metodologia de educação de jovens e adultos (EJA) que permite a redução da carga horária com base no reconhecimento de conhecimentos prévios e com um currículo mais conectado à realizada profissional dos alunos. “O índice de evasão da EJA do SESI é de 15%, bem abaixo da média nacional, e permite a conclusão mais rápida do ensino médio, já que 80% do curso é realizado a distância no ritmo de cada aluno”, relata Mól.

MUDANÇA DE VIDA – Entre os alunos que atestam a qualidade da nova metodologia está o baiano Edelcimar Ferreira Santos, de 32 anos, que havia parado no 1º ano do ensino médio aos 18 anos, quando foi prestar o serviço militar obrigatório. Em apenas um ano, concluiu o ensino médio e já sente os efeitos positivos da elevação da escolaridade na carreira profissional. Ele, que trabalha como fiscal de limpeza de praias em Salvador, hoje pode concorrer a uma vaga de supervisor na empresa onde trabalha. “Com a escolaridade que tinha, não podia coordenar grandes equipes. Agora, estou concorrendo a uma vaga para coordenar 120 pessoas e tudo isso aconteceu rapidamente porque o SESI valorizou todo o conhecimento que adquiri ao longo da vida e não apenas nos bancos escolares”, comemora Santos, que agora sonha em fazer curso superior na área de gestão ambiental.

A paraense Serena Baia de Almeida, de 44 anos, voltou a estudar por incentivo de um dos donos da Marinas do Porto, fábrica de palmitos onde trabalha em Belém. Ela, que há 32 anos havia parado os estudos no 4º ano, está no 9º ano e venceu o desafio de lidar com computadores e internet. “Antes de iniciar a EJA, o SESI promoveu um curso de inclusão digital, o que me permite acompanhar as aulas a distância”, conta Serena.

OUTROS SERVIÇOS – Na Ação Global, o SESI também fará oficinas e demonstrações de robótica e mini-cursos de gastronomia. Além disso, oferecerá exames médicos, odontológicos, nutricionais e laboratoriais. Em alguns locais, como no Itapuã, comunidade de baixa renda do Distrito Federal, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) será parceiro e realizará oficinas em diversas ocupações industriais, como panificação, jardinagem e paisagismo, de manutenção de bicicleta e costura industrial.

No evento, haverá ainda serviços jurídicos e de cidadania, como emissão de documento de identidade e carteira de trabalho. Em todas as comunidades onde ocorrerá a Ação Global, a Ouvidoria Geral da União e dos estados e municípios estarão registrando reclamações e sugestões das pessoas para melhoria dos serviços públicos.

EJA – Desde 1946, o SESI oferece cursos de educação de jovens e adultos. A metodologia desenvolvida pela instituição, que prevê 80% das aulas a distância, tem como base a identificação, a validação e a certificação das competências e habilidades desenvolvidas nas experiências de vida e trabalho dos alunos. O reconhecimento de saberes envolve uma série de procedimentos realizados com a participação de especialistas de cada área do conhecimento – linguagens e códigos; matemática; ciências humanas; e ciências da natureza. São realizadas avaliações, entrevistas e preenchimento de formulários para identificação de conhecimentos prévios. Além disso, há construção de itinerários educativos conectados com a realidade profissional e possibilita que o estudante também faça qualificação profissional pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

A metodologia da EJA criada pelo SESI é considerada inovadora e recentemente recebeu reconhecimento internacional pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

AÇÃO GLOBAL – Desde 1991, o SESI e a Rede Globo promovem a Ação Global, um mutirão de cidadania que ocorre em um dia no ano em comunidades de baixa renda em todo o País. Até agora, mais de 18 milhões de pessoas foram atendidas pela iniciativa.

Imprimir   Enviar por e-mail  

Recomendar no Facebook

 

Sistema FIEMT / SESI-MT - Serviço Social da Indústria
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555