Hoje é 16 de Dezembro de 2018
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Construtoras participam de projeto do Sesi para melhoria das condições de SST nos canteiros de obras
Em: 10/04/2018 às 15:00h por Assessoria de imprensa do Sinduscon

Foto

Seis canteiros de obras, de cinco construtoras de Cuiabá, receberão gratuitamente consultoria e assessoria técnica para a implantação de Método de Inspeção para melhorias das condições de segurança nesses ambientes. A apresentação das diretrizes do Projeto “Construindo a Segurança”, desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria de Mato Grosso (Sesi MT), ocorreu nesta terça-feira (10/04), no Plenarinho do Sistema Federação das Inústrias no Estado de Mato Grosso (Sistema Fiemt), em Cuiabá.

O projeto terá prazo de execução de seis meses e é dividido em três fases. A primeira consiste na mobilização das construtoras para adesão ao projeto, enquanto a segunda fase atua na definição de responsáveis pelo processo de implantação do método na empresa (engenheiro civil ou técnico em edificações) e um responsável pela parte de segurança do trabalho para acompanhamento. Por fim, na terceira e última fase haverá o treinamento dos profissionais envolvidos para a aplicação da metodologia no canteiro.

“O projeto estabelece visitas nos canteiros e a entrega da metodologia, de acordo com procedimentos e situações possíveis naquela obra. Será estabelecida uma periodicidade de inspeção dos componentes e dos processos, indicando os responsáveis. Ao fim da consultoria, as construtoras poderão continuar com essa metodologia ou ainda poderão aprimorá-la, acrescentando itens de segurança nos formulários”, explica o engenheiro de Segurança do Trabalho do Sesi, Kengiro Suezawa Camargo, durante a apresentação do projeto.

As empresas participantes não concorrem entre si, mas a proposta é que a partir da classificação no nível de gestão em segurança (A, B, C e D) nos canteiros, elas possam trabalhar pela melhoria do desempenho. “No fim do Construindo a Segurança, a idéia é que a partir da implantação do método de inspeção no canteiro a empresa melhore seu nível de gestão saindo de um C para um B, por exemplo. O projeto é capaz de avaliar se a empresa se enquadra em algum nível, caso contrário receberá orientação necessária para o seu devido enquadramento. As empresas ainda serão certificadas pelo Sesi e poderão usá-las como um selo para agregar valor à marca”, completa Suezawa.

O engenheiro civil Cláudio Ottaiano, presidente da Comissão de Relações Trabalhistas do Sinduscon-MT e da Comissão Temática de Relações do Trabalho da Fiemt, observou que o ‘custo do cuidado é sempre menor que o custo do reparo’ ao  se referir que a prevenção a acidentes de trabalho ainda é melhor do que os prejuízos que o descumprimento de normas de Saúde e Segurança do Trabalho podem acarretar ao empresário. Ao mesmo tempo, pode munir o empresário de provas para eventuais ações trabalhistas na justiça.

“O projeto traz um componente importante para o empresário: a segurança jurídica. O Construindo a Segurança vai permitir que o empresário reúna documentação dos esforços e das realizações da empresa para que o canteiro de obras ofereça o menor risco possível à saúde e à segurança do trabalhador. O momento não poderia ser mais adequado para o início do projeto porque estamos na edição 2018 da Campanha Nacional de Prevenção a Acidentes de Trabalho (Canpat), do Ministério do Trabalho, que vai até outubro e que elegeu abril como o mês da saúde e segurança do trabalhador”, explica Ottaiano.

A engenheira civil Dione Lima, colaboradora da Gerencial Construtora, acompanhou a apresentação das diretrizes do projeto e disse que as empresas precisavam de uma iniciativa como essa.  “Esse apoio, essa consultoria, ela é muito bem-vinda, porque necessitávamos dessa orientação para não ficarmos mais sozinhas. É importante ter uma avaliação do nosso trabalho para que não cometamos mais falhas e possamos criar um ambiente de trabalho cada vez mais adequado, seguindo normas vigentes. Também é uma forma de evitar autuações por parte do Ministério do Trabalho. A gente se sente mais segura para implementar programas na empresa porque teremos um feedback”, cita.. 

O gerente do Sesi MT, Valdir Souza, observou que a metodologia foi desenvolvida pelo Departamento Nacional do Sesi em parceria com o Departamento Regional da Bahia e integra o Programa Nacional da Construção Civil do Senai/MT, que já produziu vídeos educativos de curta duração em Saúde e Segurança do Trabalho (SST) voltados para canteiros de obras. Trata-se de um piloto do que pode servir de modelo de um novo produto para o SESI Nacional para construtoras no país 

“É um fundamento do Sesi trabalhar a segurança do trabalho. O Construindo a Segurança, aplicado nos canteiros de obras, é um piloto que o Sesi/MT está encabeçando perante o Departamento Nacional com o objetivo de transformá-lo em modelo de produto, um produto novo, para ofertá-lo a todas as empresas da construção civil do Estado. A ideia é que em poucos meses consigamos apresentar resultados concretos e reais para a melhoria da segurança nos canteiros”, finaliza.

 Participam do projeto as seguintes construtoras: Gerencial Construtora, Apolus Engenharia, CMF Construções Ltda, Construtora JL e Prime Construtora. O projeto-piloto atende exclusivamente empresas associadas ao Sinduscon-MT.

Imprimir   Enviar por e-mail  

Recomendar no Facebook

 

Sistema FIEMT / SESI-MT - Serviço Social da Indústria
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555